quinta-feira, 14 de agosto de 2008

Essa porta pra dentro de mim...






















[E.Cinelli]

O que me toma nessa tarde cinzenta?
O que me faz sentir tanta distância?
Onde posso encontrar o que busco?
Sem saber que busco esse fim... triste pra mim...

Eu procuro a beleza do mundo que me cerca
O esplendor do universo, da natureza
O vôo dos pássaros, o canto da inocente
O abraço maternal, o afago de fraternidade

Mas morro, a cada dia mais
Sofrendo por ser quem sou
Sendo quem tanto sofri para ser
Esperando ter alguma razão

A noite se vestiu de alvorada
E me tragou pra seus braços escuros
Eu me fui, espírito carente
Alma sedenta... corpo vazio!

No espelho dois mundos
Apenas um caminho seguro
Haviam poemas nos olhos
Da alma que corria nos campos...

Onde????

Onde tudo perdeu o sentido????!!!!!

Nenhum comentário: