terça-feira, 22 de junho de 2010

O mundo poderia estar vazio hoje, sem uma vida podre sequer vagando existencialmente pelas ruas. Eu poderia sair a tarde, sem medo de chorar e ser notado. Talvez toda essa estupidez se dissiparia... A arrogância, a ignorância... Quem sabe eu cantaria uma canção com algum tipo de amor... Por quê se esforçam tanto em me tirar o meu pouquinho de paz? Por quê não vivem suas vidinhas com sentidos superficiais e então procriam mais seres sem ética??? Por quê simplesmente não enchem o covil de mais ervas daninhas??? Está cada vez mais complicado sobreviver respirando esse ar pesado, rarefeito, sujo... Essa minha gota de eternidade, que vaga pelas minhas veias, está morrendo dia pós dia...

Não tema, por que o único mal é você mesmo!!!



Sem muito a dizer!!