quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Adeus


Adeus...
05/06/09
[Everton Cinelli]

A areia era firme, tanto quanto a despedida
Era feita de lembranças fortes, de luz e lamento
O menino que havia escondido no peito agora era homem
Marcado, acostumado a sorrir sem ser feliz
Foi isso que aprendeu: o amor é uma simples dor!
Assim viveu, sem saber se tudo era real
Como criador da reinvenção, recriou a si mesmo
Um boneco sem vida, num playground escuro

Brincou com os símbolos da vida antiga
Nos seios da Terra-mãe chorou suas angústias
Era filho do sol, vestido de mar e ventania
Mas apenas uma simples fagulha, um ponto perdido

Ele sorria, frente ao espelho chorava
Precisava de algo mais que o silêncio
Se alimentava de esperança e felicidade
Os sorrisos dos outros era sua oferenda

... Foi simples dizer adeus ... Pra si mesmo


2 comentários:

Para Glória de Jesus Cristo disse...

Bom dia

Um Salmo, sem motivo especifico por ter deixado no seu blogger, mas especifico para que leia, simplesmente pela leitura das Escrituras de Deus, que sempre fala ao nosso SER.

SALMO 10

17 SENHOR, tu ouviste os desejos dos mansos; confortarás os seus corações; os teus ouvidos estarão abertos para eles;

18 Para fazer justiça ao órfão e ao oprimido, a fim de que o homem da terra não prossiga mais em usar da violência.

Abraços
Jesus Cristo te Ama!
Ele é o Caminho a Verdade e a Vida

simplesmente isso disse...

"COMPRO ALMAS" ASS: LÚCIFER. OBS: PAGO BEM.