sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

A Menina dos Olhos de Luz




[Everton Cinelli]

Havia essa menina presa num mundo cercado por espinhos
Com olhos vivos, buscadores de esperança
Essa menina ainda corria em sonhos, e chorava sozinha
Os abraços se tornaram vazios, tudo se tornou vazio
Ela foi conhecendo um mundo numa natureza diferente
Sempre duelando com tudo o que sentia
Ela amargurava essa perda que culminava dentro da sua alma
E ainda machucava sua essência, destruía seu sorriso

Foi enchendo sua existência de “porquês”
E foi se entregando sem se entregar
Foi observando o mundo da margem
Sem muita vontade de mergulhar no abismo
Conheceu o amor sem ser amor
E amou sem ser amada
Mas havia sempre aquela luz dentro de sua alma
As flores esquecidas, mas que brotavam na primavera

É capaz de sentir a doce melodia
E ainda chora quando ninguém vê
Mas só os olhos dela enxergam seus lindos amanhãs
Repletos de significado, de lindas canções
Existe uma carta redigida no seu coração
Talvez pra ninguém ler, ou pra Deus, 
... Ou para aquele que ainda é vivo dentro dela
Aquele que ela ainda sente, aquele que ela ainda chama


@evertoncinelli
www.recantodasletras.com.br/autores/philosoforum
www.facebook.com/evertoncinelli

Nenhum comentário: