quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

A Dor!


[Everton Cinelli]


Eu estava andando pelas ruas sem nomes
Olhando para as pessoas sem rostos
Sentindo um "sentir" sem querer
Por que o melhor de mim morreu naquele dia
No dia em que tudo deixou de ser simples
A vida se expandiu não deixando espaço para escolhas
Supernovas, as flores da criação, emergiram de meus sonhos
eu tomei meu caminho, forjei o paraíso, eu criei o deus, eu inventei a dor!



@evertoncinelli
www.recantodasletras.com.br/autores/philosoforum
www.facebook.com/evertoncinelli

Nenhum comentário: