sábado, 21 de dezembro de 2013

Em Uma Doce Tarde...





Esses sorrisos, esses abraços, tênues barreiras
Essas lembranças, um punhado de papéis sobre a mesa
Um toque discreto, alguma mensagem amenizadora?
A campainha soa livre de remorsos... Há alguém chamando?
E amor... Você tem aí para repartir entre nós?
Luz... luz você tem?
Por favor, por favor... Diga que dessa vez existe mais que apenas palavras
Viu o noticiário? Hoje chove, e o vento frio vai roubar nossa esperança
Porque a demanda da vida tem aumentado, mas a verdade diminuído
Queremos deuses? Heróis? Ou apenas amigos??
Não, não passe sem notar, vire o rosto... Poderia ser você ali, esmolando seus amanhãs
Sinta, ao menos ouça! É tão bonita a cor do céu em seus olhos
Encontraremos certeza, ou faremos mais caprichadas perguntas?!
Porque eu sinto isso tão intensamente, aqui sozinho, junto de todos vocês
É uma melodia triste, mas tão graciosamente encorajadora
Vamos pular sem medo, e doar toda nossa energia por alguma causa revolucionária
Mas revolucionaremos nossos corações também?
Cometam o crime de amar! Sejam o réu nesse tribunal!
Te acusarão porque você não se deixou levar... Vá no refluxo, vai doer...
Mas o mundo irá se curar através do sacrifício de alguns!

Um comentário:

Anônimo disse...

Existe amor e Luz dentro de cada ser...
Uns estão mais dispostos a doa-lo que outros...
De peito aberto ela se entregou...
Com todas suas forças te amou... e ainda ama!
Está disposto você a ama-la com a mesma intensidade de volta?
Um caminho a ser traçado a dois... lutas e batalhas virão, porém com o verdadeiro Amor vencerá!
Abra seus olhos ... seu coração e sua alma!
Você uma vez pediu para ela se jogar...
Ela apenas perguntou: "- Será capaz de me dar asas?"
Você disse: "-Voarei contigo! "
E ela acreditou...
Não a deixe cair! Ela confiou em você!
Ela ainda tem esperança de que dias melhores virão!
Porém hoje vive ela cercada de dor e sofrimento infligido...
Suas escolhas hoje decidirão o que será do coração e alma dessa menina...
Ela ainda está a sua espera, ainda desejando um amanhã...
Ouça o som do seu medo...
Enxergue em seus olhos o clamor...
Já não há mais certezas, e sim tantas perguntas, e ela se entristece.
Ali está ela... diante da vastidão do mundo e só!
O cristal antes forjado agora está trincado...
Ela ajeita a fornalha...
E você ... acenderá?
Derretera o velho cristal e um novo irá forjar?
Sua escolha ... uma menina a espera!

- PMB